Please reload

Posts Recentes

A Google quer usar a câmera do smartphone para ajudar o usuário a se guiar pelas ruas usando o Maps. A empresa anunciou em maio do ano passado que pre...

Google começa a testar realidade aumentada no Maps

February 14, 2019

1/6
Please reload

Posts Em Destaque

Como o Facebook usa a inteligência artificial para entender memes

September 22, 2018

Batizado de Rosetta, o sistema ajuda a rede social a interpretar as imagens publicadas por usuários

 

REPRODUÇÃO DO MEME IS THIS A PIGEON?, QUE VOLTOU A VIRALIZAR NAS REDES SOCIAIS ESTE ANO (FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER)

 

les podem ironizar a política, a vida cotidiana, os acontecimentos recentes ou mesmo não ter sentido nenhum. Estamos falando dos memes, imagens que dominaram as redes sociais e que surgem quase que diariamente nos mais diversos países.

 

Mas o assunto não é brincadeira para todo mundo. Diante da variedade de temas e conteúdos compartilhados por seus usuários, redes como o Facebook e o Instagram se viram obrigadas a recorrer à inteligência artificial para entendê-los — e bloquear aqueles que forem indevidos.

 

Assim surgiu a Rosetta. O sistema, descrito pelo Facebook em um de seus blogs, utiliza o machine learning para identificar e interpretar conteúdos que unem imagem e texto para dizer alguma coisa. O segredo está não apenas na leitura de elementos, mas na capacidade de entender o contexto em que eles foram unidos.

 

O primeiro passo está em utilizar sistemas de detecção, reconhecimento e transcrição para extrair o texto das imagens. O sistema então utiliza seu treinamento, além de um enorme e crescente banco de dados, para analisar as informações em conjunto com a imagem. Mais do que deixar a rede a par das novidades, ele foi desenvolvido como uma forma de identificar e coibir elementos impróprios, como discursos de ódio.

 

O SISTEMA UTILIZA MECANISMOS DE RECONHECIMENTO PARA LOCALIZAR O TEXTO NAS IMAGENS (FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

 

Segundo a empresa, a Rosetta também tem sido utilizada pelo Facebook e pelo Instagram para aprimorar outros mecanismos, como a classificação de imagens e de relevância de conteúdo. Apesar disso, ainda tem desafios pela frente — entre eles o aumento do número de idiomas identificados e as constantes mudanças na forma como as pessoas compartilham conteúdo.

 

FONTE: Época Negócios (link)

 

 

Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 by GoConnecting. Todos os direitos reservados.